Brasília - DF


Antes de tudo é preciso entender como a cidade funciona, pois é absolutamente diferente de tudo que você já possa ter visto.

 

Brasília tem o formato de um avião e tudo é dividido por setores! A Rodoviária é o centro de tudo, o marco zero, dali os endereços ganham números crescentes tanto de norte a sul quanto de leste a oeste.

- Eixão (Eixo Rodoviário) - ligação de norte a sul (as asas do avião).

- Eixo Monumental - ligação de leste a oeste (corpo do avião).

- Leste (sigla L) - a cabine do avião.

- Oeste (sigla W) - a cauda do avião.

 

Lá não se acha nada por nome, todo endereço tem como base siglas e números. A letras S e N vêm no final das siglas para indicar se é Asa Norte ou Asa Sul.

As letras L e W também fazem parte de endereços para indicar Leste ou Oeste. É comum ouvir que o local desejado é na L2 Norte ou na W3 Sul, ou seja, L2 Norte é a segunda avenida a leste da Asa Norte.

 

 

É preciso lembrar vários pontos fundamentais para não se perder, como por exemplo que o ponto inicial para as dezenas é o Eixo Monumental, dali começa a ordem crescente: As quadras com final 01 são as primeiras e as de final 16, as últimas.

Outro fator é que as centenas são divididas em pares e ímpares. As de começo par (200, 400, 600, 800) estão localizadas do lado Leste e as ímpares (100, 300, 500, 700 e 900) estão do lado Oeste.

 

Ao longo do Eixo Rodoviário, conhecido pelos locais como Eixão, encontram-se os setores residenciais compostos pelas famosas quadras residenciais com seus blocos de comércio e serviços. Os espaços de lazer, como clube esportivos, foram dispostos, ao redor do lago. Nessa região também foram implantadas áreas de moradia, chamados residencial Lago Sul e Lago Norte.

Setores importantes que compõem a cidade são o Setor Hoteleiro Norte/Sul (SHN/ SHS); o Setor de Hotéis de Turismo Norte (SHTN); Setor Médico Hospitalar Sul (SMHS), Norte (SMHN) e Hospital Regional da Asa Norte (HRAN). E, é claro, as Superquadras, setores residenciais Norte/Sul e Sudoeste (SQN/ SQS/ SQSW).

 

Difícil né?! Mas depois de um dia na cidade você já começa a entender.

E depois de entender um pouco vem a pergunta:

 

O que fazer em Brasília?

 

Passamos poucos dias então não fizemos muitas coisas, mas Brasília tem muito mais que isso para oferecer.

 

Pontão Lago Sul

Espaço ao longo do Lago Paranoá com jardins, restaurantes e decks. Um ótimo lugar para comer apreciando uma boa vista, ou apenas para passear e aproveitar um belo pôr do sol.

 

 

Ponte JK

Os três arcos que atravessam o Lago Paranoá atraem olhares pelo design e pela bela arquitetura. É possível atravessar a ponte a pé (1.200 metros) ou apreciá-la do Pontão Lago Sul.

 

 

 

 

Catedral Metropolitana de Brasília

O lugar é encantador! Os arcos de concreto, os vitrais coloridos, os enormes anjos de bronze pendurados no topo, tudo ajuda a Catedral em ser ainda mais mágica! Sem contar a acústica do interior! Não é nada estranho ver pessoas falando com as paredes da Catedral de Brasília, e do outro lado alguém estará ouvindo. É legal fazer o teste, a brincadeira funciona mesmo.  

Quando estiver lá dentro não deixe de conhecer a Cripta, localizada no subterrâneo da nave, por trás do altar principal. É uma outra capela, com ambiente revestido de mármore negro que gera uma penumbra e convida ao recolhimento e à oração silenciosa.

A entrada é gratuita e o horário de visitação é das 8h às 18h, diariamente.

 

 

Congresso Nacional

O mais famoso cartão postal da cidade e sede do Poder Legislativo, com uma cúpula côncava (onde fica o Senado Federal) e outra convexa (onde fica a Câmara dos Deputados). Fizemos um tour lá dentro e todas as dicas estão aqui.

 

 

 

 

Praça dos Três Poderes

De lá é possível ver o principal prédio de cada um dos Três Poderes: Palácio do Planalto (Executivo), Congresso Nacional (Legislativo) e Supremo Tribunal Federal (Judiciário).

 

 

Palácio do Planalto

Sede do Poder Executivo, é o local mais provável de encontrar o Presidente da República. A belíssima construção de Oscar Niemeyer pode ser visitada aos domingo, que é o dia que não tem expediente, conhecendo as principais instalações, entre elas o gabinete presidencial. Horário das 9h30 às 14h em grupos de 30 pessoas, por ordem de chegada.

 

 

Supremo Tribunal Federal

O prédio da mais alta instância do Poder Judiciário é mais um projeto de Oscar Niemeyer e possui obras de artes espalhadas por suas dependências, além de um museu com móveis, togas e objetos pessoais de ex-ministros. Fizemos a visitação e contamos tudo aqui.

 

 

Palácio do Itamaraty

O projeto paisagístico de Burle Marx e o espelho d’água na frente do prédio faz ele parecer o mais encantador de todos que estão ao redor. O local é sede das Relações Exteriores e também contamos sobre a visitação em seu interior aqui.

 

 

Palácio da Alvorada

É um dos locais mais concorridos para visitação, afinal todos querem conhecer a casa do Presidente da República. O prédio foi projetado pro Oscar Niemeyer e a visita dura aproximadamente 60 minutos passando por grandes salas de reunião, a biblioteca oficial, a capelinha, o jardim e a piscina. O tour acontece apenas uma vez por semana e depende de o presidente estar ou não na residência. Acontece às quartas-feiras, das 15h às 17h. Grupos de 30 pessoas são organizados pela ordem de chegada, e chegue cedo pois costuma lotar rápido.

 

 

Memorial JK

O ponto mais alto da cidade homenageia o presidente que idealizou Brasília. O Memorial JK guarda a história da família Kubitschek e do presidente Juscelino. O prédio foi construído a pedido de Sarah Kubitschek e projetado por Oscar Niemeyer para guardar a obra e a história de JK. No acervo há fotos da época da construção da capital, objetos pessoais e a reprodução de cômodos do ex-presidente. No segundo andar fica a câmara mortuária com o túmulo onde estão os restos mortais de Juscelino.

A entrada custa R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia), e o horário é de terça a domingo, de 9h às 18h.

 

 

Parque Sarah Kubitschek

O parque conta com 420 hectares de área e fica bem no centro da cidade. É um ótimo local para a prática de exercícios ao ar livre e também possui restaurantes, parque de diversões, kart, muitas áreas para piquenique, quiosques, grandes estacionamentos, lago além de um pavilhão coberto para feiras e exposições.

O parque tem entrada gratuita e fica aberto todos os dias da semana, das 5h às 0h.

 

 

Torre de TV

A torre é famosa pela vista e pela feira e proporciona um visual de 360° do alto do mirante. O horário perto do pôr do sol é o mais concorrido então chegue mais cedo pois a fila fica muito grande e pode ser que você suba já de noite, o que também é lindo com as luzes da cidade acesa. Lá se encontra a fonte luminosa com show de água e música. Além do mirante e da fonte há também a feira da Torre com artesanatos, roupas, suvenires, sapatos, comidas típicas e muito mais. A entrada é gratuita e os horários são:

Horário de visitação do mirante: segunda, das 14h às 20h. De terça a domingo, das 9h às 20h.

Horário da feira: de terça a quinta, das 9h às 17h, e de sexta a domingo, das 9h às 18h.

Horário da fonte luminosa: de segunda a domingo, em três horários: das 7h às 9h, das 11h30 às 14h30 e das 17h às 22h.

 

 

Eai, vamos visitar Brasília?!

 

Confira também

Vila Velha - ES

Vila Velha - ES

VEJA MAIS
Santiago, Chile - Dia 2

Santiago, Chile - Dia 2

VEJA MAIS



Comentários

Deixe seu comentário via facebook abaixo: